Malha ferroviária

Como evitar perdas no transporte ferroviário

O transporte de carga pelas linhas férreas ou ferrovias, se realizado corretamente com as precauções necessárias, se torna uma grande ferramenta, ainda mais em um país de proporções continentais como o Brasil. No entanto, sem o controle necessário, também é possível que aconteça diversas perdas no transporte ferroviário. 

Vazamento de carga, descarrilamento, infiltração nos vagões, roubo de mercadoria e falhas operacionais tanto na origem do transporte como no destino são apenas alguns exemplos de problemas que podem ocorrer caso o acompanhamento do transporte ferroviário não seja adequado, gerando prejuízos.

Sendo assim, quer saber como evitar perdas no transporte ferroviário de commodities agrícolas ou qualquer outro tipo de carga? Então, é só continuar com a leitura e ter acesso a 6 dicas preciosas que farão com que o transporte da sua carga nunca mais seja a mesma, tendo níveis baixíssimos de perda. 

6 dicas de como evitar perdas no transporte ferroviário

6 dicas de como evitar perdas no transporte ferroviário

1 – Treinamento da equipe de perdas no transporte ferroviário

1 - Treinamento da equipe de perdas no transporte ferroviário

Esse tópico pode até parecer óbvio para quem já está presente no mercado há muitos anos, mas nunca é demais reforçar que a qualificação da equipe que realiza o transporte é essencial na busca por evitar perdas no transporte ferroviário. Sendo assim, esse processo já deve começar no momento da seleção dos profissionais. 

Contar com trabalhadores de excelência evita diversos problemas, como avarias descuidos, desperdícios ou outros danos que podem lesar o negócio. Por isso, é preciso conhecer profundamente a carga que está sendo transportada e transmitir isso para todos os colaboradores, pois existem materiais, dependendo do ramo, que podem ser danificados antes mesmo de começar o transporte.

Assim, sempre que possível, invista na capacitação dos profissionais da sua empresa por meio de treinamentos didáticos e de fácil entendimento com foco total em práticas que visam a redução das perdas. Com esse ideal sempre em mente, com certeza, os profissionais estarão aptos para assimilar novos procedimentos e mudar de conduta, se assim necessário. 

2 – Use embalagens corretas

2 - Use embalagens corretas

Em conjunto com a primeira medida apresentada neste artigo para evitar perdas no transporte, foi mencionado que algumas cargas podem ser danificadas até antes de entrar em rota de transporte. Nesse tipo de caso, o ideal é que se identifique as possíveis causas desse problema e, por exemplo, utilize embalagens de melhor qualidade para o transporte. 

Com isso, imagine que a sua empresa realizava o transporte de lubrificantes para carros em caixas de papelão e em embalagens frágeis. Então, em um dos transportes realizados, uma dessas embalagens furou e acabou vazando, ensopando as outras caixas. Encharcadas, as demais caixas acabam se rompendo também e, por conta disso, o cliente recusou parte ou a totalidade da carga, mesmo que somente uma estivesse com problema. 

Esse é um simples exemplo para você entender como a armazenagem incorreta pode gerar perdas e grandes prejuízos. Desta maneira, se atente ao produto que está sendo transportado e utilize as embalagens mais adequadas, resistentes e bem feitas, garantindo total segurança. 

3 – Cuidados necessários com a carga

3 - Cuidados necessários com a carga

Engana-se quem pensa que o processo logístico de um transporte se resume a simplesmente levar alguma carga de um ponto para o outro. É preciso considerar diversos aspectos e procedimentos, como específica a NR-11, norma reguladora que controla atividades relacionadas ao transporte, movimentação, armazenagem e manuseio de materiais.

Mas, essas diretrizes determinadas pela NR-11 são apenas condições básicas de segurança que precisam ser seguidas, cabendo a cada empresa adotar um manual interno de ações preventivas para evitar problemas como a perda de cargas. Assim, precisa ser considerado desde o espaço físico de armazenamento, as ferramentas e equipamentos utilizados, além dos processos utilizados no desembarque e embarque desses produtos, independente do ramo.   

4 – Controle de estoque  

4 - Controle de estoque

O estoque também não fica de fora quando consideramos a redução das perdas no transporte. Aliás, essa etapa pode ser considerada como um ponto fundamental para a realização do transporte de qualquer carga por trilhos, uma vez que é a partir dele que todo o processo começa.

Sendo assim, o mais adequado é se ter o total controle do que está disponível em estoque, para se garantir que existirá a capacidade para transportar tudo corretamente. Com isso, também é possível se evitar que a logística inversa se torne algo prejudicial e que o vagão correto será usado no transporte.  

5 – Monitoramento dos resultados 

5 - Monitoramento dos resultados perdas no transporte ferroviário

Acompanhar a efetividade de cada transporte também é uma forma de se saber qual é o nível de perdas no transporte ferroviário. Diante desse cenário, se estabelece um plano de ação dentro da empresa para os transportes e se acompanha os resultados para se saber onde estão os possíveis pontos de melhora e o que já está otimizado. 

Para isso, é preciso estabelecer métricas ou indicadores de performance que devem ser avaliados continuamente. Essas métricas são assertivas e permitem que fatores específicos sejam analisados isoladamente, seguindo as necessidades da empresa. Veja abaixo algumas das métricas que podem ser usadas: 

  • Índice de perdas de carga;
  • Danos nas cargas durante o transporte;
  • Tempo de ciclo do pedido;
  • Giro do estoque. 

6 – Manutenção 

Como sexta e última dica deste artigo está a questão da manutenção dos equipamentos utilizados, algo que muitas vezes é deixado de lado e que pode gerar grandes problemas, principalmente financeiros para o negócio. Com isso, entenda que não estamos falando aqui de problemas técnicos ou imprevistos dos mais diversos, mas de equívocos humanos que ocasionam a falta de conservação, manutenção e desempenho das ferramentas.

Sendo assim, esse é um aspecto fundamental para que se evite a parada dos transportes por falta de algum equipamento ou avarias nos vagões e locomotivas. Com um planejamento adequado, controle sobre as ações e uso tecnologias que agreguem valor ao trabalho realizado, é possível contar esses problemas e ter a garantia da diminuição de perdas no transporte ferroviário. 

Conclusão de evitar perdas no transporte ferroviário

Em suma, a ocorrência de perdas no transporte ferroviário pode ser evitada com trabalho em equipe e a seriedade em cada etapa do ciclo logístico realizado, garantindo que a carga chegue com máxima integridade ao seu destino. Compartilhe este conteúdo com pessoas que também possam se interessar pelo tema. Para ter acesso a mais conteúdo clique aqui.     

Deixe seucomentário

pt_BR
en_US es_ES pt_BR