Setor Ferroviário

Tipos de veículos ferroviários mais usados

No Brasil e no mundo existem uma série de veículos de transporte, que são utilizados tanto para passageiros como para cargas. Os veículos ferroviários, por exemplo, são muito usados nacionalmente para ambas as funções.

O transporte ferroviário exige uma série de processos, como a pesagem, manobras, carregamento e descarregamento, entre outros. Para isso, o trem, que é o veículo utilizado nas ferrovias, precisa ser composto por uma série de estruturas que permitam que esse trabalho seja realizado da melhor maneira possível.

Aqui veremos como são compostos os veículos ferroviários, no caso os trens, e qual é o papel de cada estrutura nessa composição. 

Locomotivas

locomotiva ferroviária

Muita gente ouve falar em locomotiva e acredita que se trata de um veículo específico de transporte. Entretanto, a locomotiva é uma das partes da composição dos trens ferroviários, e desempenha um papel fundamental para o funcionamento dos veículos ferroviários.

De modo geral, as locomotivas são os veículos ferroviários que têm o papel de fornecer energia para o restante do comboio ou trem. É o primeiro “vagão” dessa composição, ficando a cargo de puxar o restante da estrutura do veículo, permitindo que eles possam se movimentar.

O tipo de energia utilizado pela locomotiva depende da construção do restante do veículo e das necessidades de cada via ferroviária. Essa energia foi bastante modificada ao longo do tempo, visando cada vez mais aumentar a velocidade, segurança e diminuir o desperdício de recursos importantes para o meio ambiente.

As primeiras locomotivas, por exemplo, eram propulsadas por energia a vapor, permanecendo dessa maneira por muito tempo. Depois, as locomotivas passaram a receber novas fontes de energia, tais como:

  • Diesel-mecânico
  • Diesel-elétrico;
  • Diesel-hidráulico;
  • Diesel-hidrostático;
  • Gás turbina-elétrico;
  • Energia Elétrica;
  • Levitação magnética.

Locomotiva de manobra

locomotiva de manobra

Além das composições específicas que formam um trem, é importante também destacar os componentes mais relevantes das ferrovias, que são, por exemplo, trens, trilhos, dormente, entre outros. 

Ainda, o sistema que possibilita que as ferrovias funcionem, permitindo que os trens se movimentam nas vias, sejam carregados e descarregados, tenham suas cargas pesadas e estejam estacionados quando necessário, é formado por vias férreas, estações, pátios, entre outros espaços e equipamentos.

Os pátios ferroviários, por exemplo, desempenham um papel importante. Ele pode possuir diferentes funções, como estacionamento, carregamento de cargas, entre outras. Entretanto, a sua principal função é a da realização de manobras dentro de uma via férrea, permitindo que os trens alterem a direção do trajeto, caso necessário.

Para que esse trabalho seja bem executado, é necessário que os vagões sejam acoplados a uma locomotiva específica. Essa locomotiva é chamada de locomotiva de manobra, sendo esse um dos principais veículos ferroviários do sistema.

Veículos de operações com passageiros 

vagão de trem

Falando especificamente dos veículos de operações ferroviárias, que são os trens, temos dois exemplos principais de veículos: os de operações com passageiros e os de operações com cargas.

Primeiramente, vale destacar os trens de passageiros, que também são conhecidos como carros de passageiros ou carruagens. 

No Brasil, esses veículos ferroviários são principalmente utilizados para transportes em algumas capitais do país, através do sistema de metrô, como em São Paulo e no Rio de Janeiro, em linhas de trens intermunicipais e existem também algumas viagens de longas distâncias, como a executada na Estrada de Ferro Vitória a Minas.

A composição do veículo se difere entre os trens de passageiros e cargas essencialmente pelos vagões.  

O vagão do trem ferroviário de passageiros é chamado de carro ferroviário, e possui uma estrutura construída para que os passageiros permaneçam dentro dos vagões durante a viagem de maneira segura, com assentos, teto, estruturas de suporte, eletricidade, entre outros pontos importantes.

Para que os carros ferroviários consigam se movimentar, eles precisam estar conectados uns aos outros até a locomotiva, através da tração. Dessa maneira, eles são presos, diminuindo a chance de acidentes durante as viagens dos passageiros e possibilitando um trajeto tranquilo e prazeroso para quem opta por esse modelo de transporte.

Veículos ferroviários de operações com carga

veículos ferroviários de operação

Naturalmente, existem certas estruturas que se assemelham em todos os modelos de trens, como a locomotiva, que continua sendo a principal responsável por prover energia o suficiente para o restante da composição.

Entretanto, os veículos ferroviários de operações com carga possuem bastante variações nos tipos e modelos, especialmente nos vagões. A atividade de transporte de mercadorias pelas ferrovias exige que cada um dos veículos ferroviários sejam construídos para se adaptar ao tipo de carga que será transportada.

Ainda, a forma como os veículos são carregados e descarregados também varia bastante de acordo com o tipo de mercadoria que está ou será transportada.

Dessa maneira, os veículos ferroviários que irão transportar as mercadorias, seja para os municípios brasileiros, ou para os portos de exportação, podem possuir vagões nos diferentes tipos, se adaptando às necessidades. Conheça os principais:

  • Plataforma ou Prancha;
  • Fechado;
  • Hopper;
  • Gôndola;
  • Frigorífico;
  • Tanque;
  • Gaiola.

Conforme o tipo de vagão que é utilizado, as cargas são posicionadas de maneira segura, a fim de evitar desperdícios importantes para as empresas envolvidas. Essas cargas precisam ser pesadas em balanças ferroviárias durante o processo, identificando se os valores estão adequadas para a via em que o trem está viajando.

No Brasil, a utilização de veículos ferroviários, especialmente para transporte de cargas, ainda é muito precária. A preferência pelas rodovias tomou conta dos investimentos nas últimas décadas, dificultando o desenvolvimento de novos tipos de veículos que pudessem proporcionar viagens ainda mais rápidas e eficientes.

Dessa forma, no momento atual, a principal solução para que os veículos se mantenham sendo utilizados da maneira adequada, garantindo que as cargas sejam transportadas de maneira segura, é acertar na escolha dos vagões para cada tipo de mercadoria.

Conclusão: veículos ferroviários

Como vimos, veículos ferroviários são formados por duas estruturas principais: locomotiva, responsável por fornecer energia para o restante do comboio, e os vagões, que são os espaços onde as cargas ou pessoas são transportadas. O jeito como os vagões são construídos se diferem dependendo do tipo de atividade exercida e do tipo de carga que será transportada, qualificando todo o processo das viagens, proporcionando trajetos seguros, rápidos e consolidados.

Fontes:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Opera%C3%A7%C3%B5es_de_transporte_ferrovi%C3%A1rio

Deixe seucomentário

pt_BR
en_US es_ES pt_BR