Setor Ferroviário

4 medidas que garantem a segurança ferroviária

O processo de transporte de cargas via ferrovias envolve muitos trabalhadores que precisam tomar medidas de segurança ferroviária padronizadas para evitar ao máximo a ocorrência de acidentes. 

Além disso, a segurança na ferrovia também se refere a forma como as vias são montadas e administradas pelas empresas e profissionais responsáveis pelas concessões das malhas.

Nesse ponto, a maneira como é instalada a superestrutura das ferrovias (trilho, dormente, entre outros), a composição dos trens e as manutenções nas vias tem um grande impacto para a segurança das pessoas envolvidas, das próprias estruturas e das cargas que são movimentadas. 

Nesse sentido, selecionamos 4 medidas que podem e precisam ser implementadas durante a construção e funcionamento das ferrovias para que a segurança ferroviária seja a mais eficiente e qualificada possível para todos.

Modernização

planejamento de segurança

Para começar, precisamos falar da modernização desse setor. Assim como outros inúmeros segmentos de trabalho, como empresas de vendas, prestadoras de serviços, produtoras, entre outras, o setor ferroviário também depende cada vez mais da modernização e da tecnologia para ampliar cada vez mais a segurança ferroviária.

Nas últimas décadas o boom tecnológico foi bastante intenso, e atingiu o mundo inteiro. Há 30 ou 40 anos era inimaginável que sistemas computacionais pudessem atingir o nível operacional que atingiram nos dias atuais, realizando processos quase que de forma automática, cada vez menos dependendo da ação das pessoas para administrá-los. 

Ainda, essa constante evolução segue em andamento. Mesmo que aqui no Brasil o avanço tecnológico seja um pouco deficitário em relação às principais nações do mundo, o uso da tecnologia nas ferrovias já é bastante significante e é importante que continue sendo aprimorado.

Um exemplo interessante de como aparatos tecnológicos trazem maior segurança ferroviária, é o do uso de balanças de pesagem nas ferrovias, especialmente as balanças dinâmicas.


De maneira simples, as balanças ferroviárias têm a função de pesar os vagões e cargas do trem. Esse processo é importante para determinar valores, perdas e garantir a segurança da via, já que cada estrutura das malhas ferroviárias são construídas para suportar determinada pesagem.

Para que a balança dinâmica consiga realizar as pesagens das cargas e dos vagões nas vias, existe todo um sistema computacional, softwares e programas que realizam o calculo assim que o vagão se posiciona sobre ela. 

Os dados são calculados e enviados para um profissional que fica responsável por receber os valores, determinando as ações pertinentes para dar sequência ao trabalho.

Sinalização

sinalização ferroviária

A sinalização adequada com o uso de placas é fundamental em diferentes espaços, como nas ruas, hospitais, shoppings e ambientes que trabalham com com elementos inflamáveis, por exemplo. 

As placas ficam responsáveis por determinar e sinalizar onde as pessoas podem ou não se movimentar, fazendo com que a segurança desses ambientes sejam fortalecidos e as pessoas corram menos riscos de passarem por situações perigosas.

Esse mesmo conceito é aplicado às ferrovias, naturalmente com placas e sinalizações diferentes e em menores quantidades do que estamos acostumados nas rodovias.

A principal forma de sinalização ferroviária para que a segurança seja aprimorada e menos acidentes aconteçam, é em relação aos sinais entre as pessoas que operam os trens. 

Para evitar que trens em um mesmo trajeto fiquem muito perto um do outro, podendo causar acidentes graves de colisão, é fundamental que existam sistemas de sinalização que garantam um bom intervalo seguro entre os veículos de uma linha férrea.

Os trens que se movimentam na via também são construídos com luzes de sinalização que fazem com que eles fiquem bem visíveis, além de sinos e buzinas para que a aproximação seja percebida de maneira mais rápida e com tempo o suficiente para que as pessoas percebam a presença do trem na via.

Importante medida de segurança ferroviária: Treinamento

segurança ferroviária

Quando falamos em segurança ferroviária, os principais envolvidos e responsáveis para garantir essa segurança são os profissionais que atuam nas empresas ferroviárias. São eles os responsáveis pelo desenvolvimento de sinalizações, aprimoramento tecnológico, manutenção ferroviária, entre outras ações.

Para que esses profissionais sejam capacitados para proporcionar a maior segurança possível nas vias em que atuam, é fundamental que eles recebam o treinamento adequado. 

Mesmo sabendo que o risco de acidentes graves envolvendo profissionais e passageiros em vias férreas é consideravelmente menor do que nas rodovias, existe um sempre o risco e, quando ocorre um acidente, como descarrilamento, batidas e atropelamentos, o impacto pode ser muito forte.

Nesse sentido, é fundamental preparar os profissionais envolvidos nas etapas de desenvolvimento e modernização da segurança nas malhas ferroviárias para que eles estejam sempre atualizados em relação às melhores medidas a serem tomadas, as formas mais precisas de executar a manutenção nas vias, sinalização e outras ações que são fundamentais.

O treinamento, através de cursos, palestras, campanhas podem ser voltadas para diferentes áreas e deve ser constante. 

É inclusive essa constância e qualidade de treinamentos que fez do Brasil um dos países com padrão internacional de segurança em ferrovias, e é fundamental que o país siga nessa toada e continue garantindo total proteção para os profissionais ferroviários.

Campanhas de conscientização

estrutura da via férrea

Para finalizar, outra medida importante e que deve ser explorada constantemente para aprimorar a segurança ferroviária é a implementação de campanhas de conscientização da população, especialmente das pessoas que moram próximas às vias ou das que têm de se movimentar nesses espaços por consequência de seus trabalhos.

Uma pessoa que se muda para um local próximo a uma ferrovia pode não ter a consciência necessária de como funciona as viagens dos trens, os horários de maior movimentação e as medidas de segurança necessárias para se movimentar nesses ambientes com total tranquilidade.

Dessa maneira, cabe às empresas envolvidas nas concessões de linhas e ao governo federal trabalhar com campanhas de conscientização para que essas pessoas entendam como funciona e consigam ter maior tranquilidade ao frequentar ou se movimentar próximos aos trens em movimento.

Conclusão sobre a segurança ferroviária

A segurança é um aspecto essencial para a vida de todas as pessoas, e não poderia ser diferente para os profissionais que atuam nessas ferrovias. Dessa maneira, é importante entender quais são as principais medidas que garantem a segurança ferroviária, como pudemos acompanhar durante esse artigo. 

Fontes:

https://www.mrs.com.br/seguranca/ferrovia/

https://www.mrs.com.br/seguranca/recomendacoes/

https://www.folhavitoria.com.br/geral/noticia/10/2019/numero-de-acidentes-na-linha-ferrea-apresenta-queda-em-todo-o-pais

Deixe seucomentário

pt_BR
en_US es_ES pt_BR