Logística, Setor Ferroviário

Ferrovia e Mineração de ferro no Brasil:Entenda a dependência entre eles

A mineração de ferro é uma das atividades mais lucrativas e benéficas para as finanças do Brasil. O ferro extraído tem suma importância para a produção de aço nas indústrias e é um metal muito utilizado para a confecção de diversas ferramentas que encontramos no mercado nacional. A extração desse minério ocorre principalmente nas jazidas localizadas em Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Pará

Os processos de mineração de ferro no Brasil se tornam rentáveis pois, além de abastecerem o mercado interno, são extremamente utilizados para exportação, e é por esse fator que as ferrovias são muito importantes, já que são elas as responsáveis por conectar as minas até outras cidades, principalmente nas que têm os portos.

Obviamente, as ferrovias que operam para o transporte desse tipo de carga têm que ser construídas próximas às mineradoras. As principais ferrovias que operam para levar os minérios de ferro até os portos são:

  • MRS Logística: Minas Gerais – Portos de Santos e Rio de Janeiro;
  • Estrada do Carajás : Carajás (PA) até São Luís (MA);
  • Estrada de Ferro Vitória a Minas: Interior de Minas Gerais até o porto do Espírito Santo.

Estrada do Carajás

Estrada do Carajás:Ferrovia e Mineração de ferro no Brasil
Fonte: Vale

Entre as ferrovias listadas, a Estrada do Carajás é certamente a mais impactante. A ferrovia conecta a região de Carajás, localizada no Pará, até o Terminal Marítimo de Ponta da Madeira, em São Luís, no Maranhão.  Para saber mais sobre o funcionamento dessa importante ferrovia é só clicar aqui. 

Mas, por que a Estrada do Carajás é tão importante para a mineração de ferro? Bom, a resposta está na sua localização.  A região de Carajás possui as maiores minas a céu aberto do mundo, dentre elas a Mina de Carajás e o S11D, exploradas pela Vale, Devido a facilidade de extração pois estão quase ao nível do solo e também pelo grau de pureza do minério, essas minas são de suma importância para a mineração no Brasil.

O grande complexo de mineração de ferro no Brasil, no Carajás, foi descoberto em 1967, quando um geólogo e chefe da equipe de geólogos da United States Steel, empresa Norte-Americana que estava explorando as regiões de minérios no Brasil, chegou até o complexo do Carajás e encontrou grandes quantidades de ferro.

A partir daí a empresa norte-americana obteve cerca de 70% de todos os direitos de exploração da região, enquanto a Vale conseguiu os outros 30%.

No final da década de 1970, a empresa brasileira havia criado um projeto de exploração ambicioso e, para isso, comprou todos os direitos de exploração da United States Steel. Após ficar com toda a região para explorar o local da maneira que desejasse, a Vale lançou o Projeto Grande Carajás, que revolucionou os moldes de trabalho em cima da mineração de ferro no Brasil.

O Projeto Grande Carajás não abordava somente a exploração dos minérios de ferro, já que outros minérios, como a bauxita e o manganês, também eram abundantes na região. 

Para que o projeto obtivesse sucesso, era preciso criar formas de escoamento dos produtos obtidos na mineração de ferro no Brasil, na região do Carajás. Foi assim que a Vale investiu na construção da Estrada do Carajás e, também, no Porto de Ponta da Madeira, localizado no Maranhão.

A Estrada do Carajás permitiu que todos os minérios de ferro extraídos das minas da região chegassem ao porto maranhense para a exportação. Atualmente, a estimativa é de que 100 milhões de toneladas de minério de ferro sejam exportados a partir desse escoamento, principalmente para os países asiáticos.

Além dos minérios extraídos da  mineração de ferro no Brasil que passam pela Estrada do Carajás, a ferrovia atua na exportação de outros minérios, como o cobre e o manganês, só que em quantidades bem menores.

MRS Logística

MRS Logística
Fonte:MRS Logística

Outra importante ferrovia que possui linhas para auxiliar a mineração de ferro no Brasil, a MRS logística, está localizada na região de Minas Gerais e tem como principal objetivo o escoamento dos minérios para os portuários de Santos (SP) e Itaguaí (RJ). 

A ferrovia é uma das mais importantes do país e possui cerca de 20% de todas as cargas transportadas no Brasil, sendo que o minério de ferro é um dos principais produtos desse transporte. A linha conta com mais de 1600 km de extensão e opera com mais de 18 mil vagões em cerca de 800 locomotivas. 

Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM)

Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM)
Fonte: EFVM

O próprio nome da ferrovia já entrega o principal objetivo da linha. Construída para integrar a cidade de Vitória (ES) ao estado de Minas Gerais, a ferrovia se tornou uma das mais importantes para a mineração de ferro no Brasil, já que os minérios extraídos das jazidas do interior de Minas são escoados por essa linha férrea. 

Com mais de 905 km de extensão, a Estrada de Ferro Vitória a Minas atua na escoação dos minerais de ferro de pequenas cidades interioranas do estado mineiro, levando-os até o Porto de Tubarão, no Espírito Santo. 

Além da forte atuação com a exportação obtida na mineração de ferro no Brasil, a EFVM também transporta outros produtos como carvão mineral, celulose e produtos siderúrgicos, mas em menor quantidade. 

Bahia Mineração

Bahia Mineração
Fonte: Bamin

A Bahia Mineração (Bamin), controlada pelo grupo Eurasian Resources Group, é uma empresa de mineração de ferro no Brasil. Criada em 2005, a empresa pretende se tornar uma das maiores investidoras na exploração de minérios de ferro aqui no país.

Em 2005, alguns geólogos baianos encontraram uma grande jazida de minérios de ferro na cidade de Caetité, interior da Bahia, e foi aí que surgiu a Bamin, que servia para controlar as ações realizadas na região. 

Com ideias pioneiras, sustentáveis e consolidadas no mercado, a empresa sofre com as dificuldades logísticas impostas pela falta de ferrovia na região.


A Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL), que seria a parceira ideal para o escoamento dos minérios obtidos pela Bamin teve suas operações interrompidas e segue em projeto de retomada. 

O trajeto de interesse da empresa, entre Ilhéus (BA) e Caetité (BA), possui mais de 500 km de extensão, mas segue com as obras paradas. 

A Bamin, que estipulou um programa chamado Projeto Pedra de Ferro, já se manifestou publicamente para dizer que se necessário ajudaria na concessão da linha para que as obras pudessem ser retomadas.

Com a conclusão das obras, a empresa diz que pretende produzir 18 milhões de toneladas por ano, num investimento de US$ 700 milhões, se tornando assim uma das principais exportadoras da mineração de ferro no Brasil. 

Conclusão sobre a mineração de ferro no brasil e a ferrovia

Podemos concluir que é essencial a ligação entre ferrovia e mineração de ferro no Brasil. As mineradoras são dependentes das ferrovias para poder escoar os seus insumos de maneira lucrativa. O abandono do trecho da FIOL é um exemplo claro de como as ferrovias são fundamentais para as atividades de mineração, visto que são elas as principais responsáveis pelo escoamento e pela exportação dos minérios extraídos nas principais minas do país. 

FONTES: https://www.antf.org.br/associadas/

http://www.vale.com/brasil/pt/aboutvale/news/paginas/voce-sabe-como-nosso-minerio-ferro-chega-nossos-clientes.aspx

http://www.vale.com/brasil/pt/aboutvale/news/paginas/saiba-mais-atuacao-vale-minas-gerais.aspx

http://www.vale.com/hotsite/PT/Paginas/conheca-mais-sobre-historia-carajas-maior-mina-minerio-ferro-mundo.aspx#:~:text=Caraj%C3%A1s%2C%20a%20maior%20mina%20de%20min%C3%A9rio%20de%20ferro%20a%20c%C3%A9u,Arqueada%2C%20no%20sudeste%20do%20Par%C3%A1.

http://www.vale.com/hotsite/PT/Paginas/conheca-mais-sobre-historia-carajas-maior-mina-minerio-ferro-mundo.aspx

https://www.mrs.com.br/post-newsletter/268-vagoes-agora-carregados/

https://www.mrs.com.br/empresa/quem-somos/

https://www.ppi.gov.br/efvm-estrada-de-ferro-vitoria-a-minas

https://www.ppi.gov.br/ferrovia-ef-334ba-ferrovia-de-integracao-oeste-lest-fiol

Deixe seucomentário

pt_BR
en_US es_ES pt_BR