Logística

Entenda como é feito o carregamento de mercadorias num trem cargueiro

Os processos de carregamento e descarregamento de mercadorias em um trem cargueiro são fundamentais para as empresas envolvidas nas transações, tanto as produtoras como as compradoras.

O trem cargueiro é um dos principais meios de transporte de cargas, mesmo que ainda não esteja no mesmo patamar dos caminhões, por exemplo. Apesar disso, durante muito tempo as ferrovias foram utilizadas como o principal modal de transporte, o que faz com que elas ainda tenham força atualmente.

Para que as cargas saem dos setores de produção e cheguem até os destinos adequados pelos setores envolvidos, o carregamento e descarregamento precisa ser o mais qualificado possível.

Nesse sentido, é importante destacar que cada mercadoria possui um processo específico de carregamento e descarregamento, tendo em vista os variados formatos, tamanhos, modelos, espessura, consistência e, propriamente, seu material.

Ainda que exista uma diferença nesse processo, por conta da diversidade de mercadorias, não exime que a qualidade precisa ser a melhor possível. Por isso, explicaremos a seguir como funcionam essas etapas, por que elas são importantes e quais são o passo a passo. Confira

Como funciona o carregamento do trem cargueiro?

Como funciona o carregamento do trem cargueiro?

Como cada tipo de mercadoria precisa passar por um processo específico para que seja colocada em um trem cargueiro, é fundamental que as empresas envolvidas se adaptem a isso e tenham o conhecimento necessário para garantir o carregamento e descarregamento eficiente, sem atrapalhar o andamento das atividades do transporte de cargas.

No quesito espaço para carregamento e descarregamento, eles podem acontecer em diferentes locais e com estruturas distintas, dependendo principalmente do tipo de mercadoria que será posicionado no trem cargueiro.

A seguir, falaremos dos principais pontos de carga e descarga de mercadorias, explicando de maneira mais completa como eles são feitos e quais são as mercadorias que são carregadas em cada espaço.

Terminais intermodais

O primeiro, e talvez o mais importante modelo de local para carregamento e descarregamento, são os terminais intermodais.

Terminais intermodais são utilizados para melhorar a estratégia logística das empresas e, como o próprio nome já indica, utiliza mais de um modal de transporte como referência, seja aquático, aviário, ferroviário ou rodoviário.

No caso das ferrovias, o mais comum é que seja utilizado o setor rodoviário como complemento. Veja o exemplo a seguir: uma certa quantidade de cargas precisa ser levada até um porto nacional. Com isso , as mercadorias saem do espaço produtivos pelos caminhões e chegam até os terminais. A partir daí, elas são reposicionadas no trem cargueiro, que fará o restante da viagem.

Mas como é feita essa troca? Bom, no caso dos terminais intermodais, a solução mais prática e funcional é através da utilização de containers. O trabalho de transferir as cargas para o trem cargueiro, de forma individual, seria muito trabalhoso e perderia um tempo importante.Por isso, são utilizados containers, para dar mais dinamicidade aos processos, além desses elementos permitirem uma alta carga de mercadorias em apenas um trem cargueiro.

O posicionamento dos containers no trem cargueiro é feito por um guindaste, tendo em vista o peso relativo de cada contêiner e a manobra que precisa ser feita para posicioná-lo. Com a ajuda de um guindaste, os containers vão sendo rapidamente posicionados em cada vagão, permitindo que o trem siga viagem para os portos de maneira rápida e eficaz.

Espaços alfandegados

Outro modelo de carregamento e descarregamento de um trem cargueiro, ocorre nos espaços alfandegados, como minas, fábricas, setores agropecuários, entre outros.

Nesses locais, esse processo é feito de maneira totalmente diferente do anterior. Ainda, cada alfandegado executa o carregamento dos trens de forma distinta, utilizando equipamentos e veículos particulares para aqueles espaços.

No setor da agricultura e agronegócio, em que a produção principal é voltada para os grãos, o carregamento do trem cargueiro é feito a partir de elevadores de grãos, ou seja, uma ferramenta própria para esse tipo de atividade.

Nas minas, por exemplo, são utilizadas escavadoras, que possuem uma estrutura própria para retirar o minério extraído das minas e colocá-los no trem cargueiro. 

Otimização dos processos

Otimização dos processos

O procedimento de carregamento e descarregamento de mercadorias em um trem cargueiro é uma parte muito importante do trajeto dos trens até os portos ou municípios. Por isso, é fundamental que essa etapa seja cada vez mais otimizada, ganhando velocidade e diminuindo o tempo útil de carregamento.

Por isso, as empresas envolvidas nesse processo vêm investindo cada vez mais em formas de acelerar essa etapa, adquirindo novas tecnologias, mudando suas estratégias e contratando profissionais mais adequados para isso.

Nos últimos anos, esse vem sendo um dos principais investimentos logísticos dos terminais intermodais e dos alfandegados. O terminal de Uberaba, por exemplo, é um caso muito interessante de ser discutido, pois nos últimos anos reduziu drasticamente o tempo de carregamento das mercadorias de um trem cargueiro.

Esse terminal, que é um projeto estipulado pela empresa VLI Logística, uma das principais corporações do ramo logístico ferroviário, reduziu o tempo de carregamento e descarregamento de 3 dias para 5 horas. Considerado um dos projetos mais modernos, repletos de tecnologias e estratégias que permitem essa velocidade no processo, o terminal se tornou modelo para que outras empresas façam o mesmo.

Com esse ganho considerável no tempo do carregamento e descarregamento, as produtoras e as demais empresas envolvidas conseguem realizar mais viagens em um período de tempo consideravelmente menor. Com isso, todos saem ganhando, tanto a produção, como as empresas que realizam a compra das mercadorias transportadas.

Conclusão sobre carregamento do trem cargueiro

O carregamento e descarregamento de mercadorias em um trem cargueiro faz parte do processo de transporte dos materiais. Existem diversas maneiras de carregar e descarregar um trem, mas a escolha da melhor forma deve ir de acordo com o tipo de mercadoria que será carregada, justamente para evitar perda durante o preenchimento dos vagões. 

Os terminais intermodais e os espaços alfandegados são referências nesse sentido, pois possuem estruturas montadas para que os trens permeiam por esses locais e tenham seus vagões preenchidos com determinada mercadoria. Ainda, para que haja um crescimento maior do transporte de cargas pelos trens, é importante que as empresas invistam em velocidade e qualidade, diminuindo cada vez mais o tempo de carregamento. 

Fontes: https://www.vli-logistica.com.br/imprensa/releases/terminal-em-uberaba-reduz-para-5-horas-carregamento-de-trens-feito-em-3-dias/

https://www.sick.com/br/pt/ramos-industriais/trafego/trilho/gerenciamento-de-trafego-em-vias-de-trilhos/determinacao-da-posicao-de-vagoes-de-carga-no-carregamento-e-descarregamento/c/p329739

https://www.mrs.com.br/clientes/servicos-expressos/

Deixe seucomentário

pt_BR
en_US es_ES pt_BR