Logística

Terminal Ferroviário: Entenda para que serve e sua importância

Você muito provavelmente já passou na sua vida por um terminal rodoviário, que são como os pontos finais das linhas de ônibus, embarque e desembarque de viagens e etc. Mas, o que você conhece sobre o terminal ferroviário? Aqui nesse artigo, explicaremos detalhadamente o que é um terminal ferroviário, importância e funcionamento.

Para começar, é importante determinar a sua função. Um terminal ferroviário também serve como o ponto final de linhas férreas, assim como nos terminais rodoviários. Porém, como aqui estamos falando de terminal ferroviário de cargas, seu funcionamento é um pouco diferente.

São nesses “pontos finais” de uma linha que acontece o carregamento ou descarregamento de cargas. Como as linhas fazem trajetos circulares, ou seja, sempre retornam para um mesmo terminal, existe toda uma logística estipulada para que as cargas sejam carregadas ou descarregadas de maneira eficaz e adequada.

Importância do terminal ferroviário

Importância do terminal ferroviário

Desde a construção da primeira ferrovia, em 1854, no sudeste do país, as ferrovias se tornaram um modo prático e eficaz de levar as mercadorias produzidas ou extraídas, substituindo a tração animal, que era o principal meio de transporte da época.

Até meados de 1920, o setor ferroviário era o principal meio de transporte dessas cargas. Com a priorização dos governos vigentes pelo investimento no setor rodoviário, visando atrair empresas automobilísticas estrangeiras, o modal ferroviário acabou sendo preterido, passando por um longo período de dificuldades, faltas de investimento e precariedade na infraestrutura.

Esse cenário começou a ser modificado na década de 90, quando as empresas privadas passaram a controlar grande parte da malha ferroviária nacional, fortalecendo os investimentos, revitalizando linhas já existentes e construindo novas malhas.

Com isso, diversos assuntos sobre o modal ferroviário de transporte ganham mais destaque, entre eles a importância de um terminal ferroviário.

Bom, como a principal função das linhas de trens das ferrovias de cargas é realizar o transporte desses itens para o consumo interno ou para a exportação, um terminal ferroviário de é fundamental.

Justamente por isso é que os terminais devem ser construídos próximos aos locais de destino principal das linhas, ou nas proximidades dos setores de produção, facilitando o carregamento e descarregamento de cargas. 

Nesses terminais, os itens produzidos, advindos das indústrias ou do agronegócio, por exemplo, são posicionados nos vagões dos trens, podendo, dessa forma, seguir viagem para o destino desejado. Esse exemplo funciona bem quando falamos de um terminal ferroviário de carregamento.

Do outro lado, um terminal ferroviário de descarregamento tem a função inversa. Com um aparato tecnológico e sistemas bem organizados, as mercadorias, normalmente posicionadas em containers, são retiradas e entregues aos destinos previamente estipulados. 

Dessa maneira, o terminal ferroviário tem papel importantíssimo, já que são nesses espaços que existem todo um complexo aparato para conseguir posicionar ou retirar as cargas de maneira eficiente, sem que haja perda ou desperdício de mercadorias, o que geraria prejuízos indevidos para os setores de produção.

Eficiência dos terminais

Eficiência dos terminais

Como percebemos, um terminal ferroviário tem papel fundamental para o processo de transporte de cargas no território nacional. Mas, eles só têm essa importância por conta da eficiência desses espaços.

Essa eficiência se dá por diversos motivos: profissionais qualificados, infraestrutura bem organizada, máquinas e ferramentas de última geração e muito mais.

A logística do setor ferroviário é imprescindível para que as viagens sejam rápidas, eficientes e sem problemas durante o percurso. Justamente por isso, os fatores que citamos acima são indispensáveis para um terminal ferroviário, e explicaremos o porquê.

Se uma companhia organiza uma entrega de um certo tipo de carga, estipulado um horário para a finalização da viagem, combinando todos os detalhes com os destinatários e etc, é fundamental que o processo de carregamento das cargas seja rápido e eficiente, evitando que o acordo previamente estipulado seja descumprido.

Assim como o carregamento deve ser agilizado, a descarga dos itens dos vagões também precisa ser bem organizada, principalmente pelo mesmo motivo citado acima, a logística organizacional da linha férrea desses terminais.

Em relação aos componentes que fazem parte desses terminais, podemos mencionar alguns mais importantes. Existem também algumas divisões fundamentais, que vão de acordo com a necessidade de cada terminal ferroviário.

Se um terminal tem a função de carregar granel sólido, por exemplo, existem alguns tipos de componentes que são indispensáveis:

  • Praia de terminal: modelo antigo, que baseia os processos de carregamento e descarregamento através da utilização de empilhadeiras e pás mecânicas, que só conseguem realizar esses procedimentos com os trens de cargas parados.
  • Muros de carregamento: também se utilizam de pás mecânicas, mas que ficam posicionadas em muros altos, acima da altura dos vagões, permitindo o carregamento pelo alto.
  • Silos de carregamento: são grandes estruturas, que se utilizam do fator da gravidade para “lançar” os produtos nos vagões de forma mais prática.

No descarregamento, que é o processo de retirada das mercadorias dos vagões, os viradores de vagões, as praias de terminal, as moegas e elevadores são os mais utilizados.

Em relação ao carregamento e descarregamento de containers, que são estruturas grandes e pesadas, formadas por componentes e peças metálicas, são usados outros tipos de mecanismos, tais como: 

  • Empilhadeiras;
  • Pontes rolantes;
  • Pórticos;
  • Transtainer;

Dessa forma, cada tipo de mercadoria que será carregada ou descarregada sofre a ação de determinados tipos de instrumentos, mas, independente do processo, a eficiência é um fator determinante para a qualidade do terminal ferroviário.

Pesagens

Pesagem ferroviária

Os terminais ferroviários também são fundamentais para a realização de pesagens das cargas. Como esse processo é imprescindível para qualquer tipo de linha ferroviária, a qualidade das balanças e dos mecanismos de cálculos dessas pesagens é importantíssimo.

Existem dois tipos de balanças ferroviárias: a balança estática, onde as pesagens acontecem com os trens parados em um terminal ferroviário, e as balanças dinâmicas, que permitem que as pesagens sejam feitas mesmo com os trens em movimento.

A empresa MASSA Pesagem e Automação disponibiliza Balanças Ferroviárias Dinâmicas para diversos terminais do país, garantindo, através da aplicação de sistemas tecnológicos modernos e estruturas de última geração, uma pesagem eficiente e precisa, possibilitando que as viagens dos trens possam ocorrer sem interrupções. 

Conclusão sobre o terminal ferroviário

Podemos concluir com o artigo que os terminais ferroviários são imprescindíveis para a qualidade das vias férreas nacionais, muito por conta de suas funções e dos aparatos de composição. O carregamento e o descarregamento de cargas é imprescindível para o funcionamento das ferrovias, e são nos terminais ferroviários que isso acontece. Além disso, as pesagens das cargas, que são essenciais para determinar os pesos dos vagões, também são efetuados nos terminais ferroviários através da utilização de Balanças Ferroviárias, aumentando ainda mais a importância e a necessidade dos terminais. 

Fontes complementares ao material de apoio: https://www.ufjf.br/engenhariadeproducao/files/2011/05/guilhermedelgadodeoliveira.pdf

http://www.multicommerce.com.br/TFI.pdf

http://www.ferroeste.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=28

Deixe seucomentário

pt_BR
en_US es_ES pt_BR